madeira

A ideia deste trabalho é o aproveitamento e peças de madeiras de reciclagem, aliados à serragem e materiais que a natureza nos oferece com tanta generosidade !!!!

Seguidores

Translate

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Bonequinhos da alegria no Opa's Haus



Hoje nossos pequenos amigos tão alegres querem nos contar uma lenda do Amazonas !!

TAMBATAJÁ !!








A Tambatajá é considerada amuleto do amor pela população amazônica ribeirinha.


TAMBA-TAJÁ , planta de folhas triangulares , de cor verde escura, trazendo em seu verso uma outra folha de tamanho reduzido.
a união das duas folhas simboliza o grande amor existente entre o casal da tribo MACUXI.



LENDA AMAZÔNICA DA TAMBATAJÁ

Esta lenda conta a história de um amor imensurável entre um casal de índios de tribos inimigas.

UINÁ, belo e corajoso guerreiro da tribo Taulipang 
ACAMI , linda cunhã da tribo Macuxi.

Enfrentaram os costumes, fugiram juntos, viveram felizes e nunca se separaram. Mesmo após a doença de Acami , que a deixou paralisada. 
Uiná a amava tanto que teceu uma tipóia e a amarrou nas suas costas, levando-a para todos os lugares onde ia.
Certo dia, o índio sentiu que sua carga estava mais pesada que o normal e , ao desamarrar a tipoia , constatou que a sua esposa estava morta. 
Não havendo mais razão para viver, Uiná  enterrou-se junto com a amada.
Quando chegou a lua cheia,  no mesmo local onde estavam enterrados brotou uma graciosa planta  chamada TAMBA-TAJÁ.



o CABOCLO  da Amazônia costuma cultivar esta curiosa planta . Se por acaso a planta crescer viçosa com folhas exuberantes , trazendo no seu verso a folha menor, é sinal que existe muito amor naquela casa.



Compositor Brasileiro: Waldemar Henrique (1905 - 1995) Obra: Tamba-Tajá Intérprete: Isabela Santos Piano: Patrícia Valadão Musica Brasilis: http://www.musicabrasilis.org.br


''Tamba-tajá me faz feliz Que meu amor me queira bem Que seu amor seja só meu de mais ninguém Que seja meu, todinho meu, de mais ninguém Tamba-tajá me faz feliz Assim o índio carregou sua macuxi Para o roçado, para a guerra, para a morte Assim carregue o nosso amor à boa sorte Tamba-tajá Tamba-tajá me faz feliz Que meu amor me queira bem Que seu amor seja só meu de mais ninguém Que seja meu, todinho meu, de mais ninguém Tamba-tajá me faz feliz Que mais ninguém possa beijar o que beijei Que mais ninguém escute aquilo que escutei Nem possa olhar dentro dos olhos que olhei Tamba-tajá...''